Automóvel
 

Análises de corrosão

Na área da simulação ambiental existe um processo de teste com o qual os materiais industriais são testados em termos de resistência à corrosão em atmosferas contendo sal – no ensaio ‘salt mist test’, também chamado de ‘salt spray test’.

As normas usuais que regem a implementação do ensaio ‘salt mist test’ são DIN 50021 SS (padrão), DIN 53167, DIN EN 60068-2-52 (névoa salina cilíndrica), DIN EN ISO 9227 e DIN EN 60068-2-11.

O objeto de teste é colocado em uma câmara de teste especial pelo tempo pré-especificado do teste e fica exposto a uma atmosfera de névoa salina. Ela simula de forma condensada a exposição do objeto de teste a soluções salinas (tráfego rodoviário) durante sua vida útil em serviço. Os tempos padrões de execução dos ensaios de ‘salt spray test’ variam aproximadamente de 96 a 240 horas. Os parâmetros de teste são bem definidos.

Uma solução de cloreto de sódio é normalmente usada em uma concentração aproximada de 5% e um valor de pH de 6,5-7,2, em uma temperatura de 35°C. Para avaliar a susceptibilidade do material ou da camada de proteção contra corrosão à solução salina, o teste é interrompido em períodos de aproximadamente 24 horas para analisar as áreas de corrosão no objeto de teste.

A norma que serve de base ao teste no final determina se o material é capaz de atender aos critérios dos requisitos. Ensaios de ‘salt mist test’ são especialmente úteis para produtos utilizados em alto mar ou nas áreas costeiras, pois as cargas de sal são maiores nessas regiões. Eles também são utilizados no setor automotivo e agora fazem parte dos procedimentos de testes padrões. Além dos ensaios de ‘salt mist test’, existem outros métodos nos quais os materiais são aspergidos com outros meios ou sujeitos à condensação.

Câmara de névoa salina e água de condensação

Névoa salina (salt mist)

Água de condensação

Umidificador

Temperatura máx.+55°C+45°C+75°C
Temperatura mín.5K > TU5K > TU5K > TU
TU=+23°C

Teste de SO2

Testes com gases corrosivos são utilizados em testes de corrosão de metais e na determinação da velocidade de envelhecimento com plásticos e vidros. Outra área de teste importante é a relacionada à espessura de revestimentos e carcaças.

SO2 (atmosfera industrial) em conformidade com DIN EN ISO 6988 / 50018

Temos um sistema de simulação climática com gás corrosivo, que é capaz de implementar muitos procedimentos de teste compatíveis com as normas.

Processo

1. Fase (8 h)Umedecimento de lâmpadas, (40°C, 100% umidade rel.)
Adição de gás SO2
(ácido sulfúrico produzido nos objetos de teste)
2. Fase (16 h)Adaptação à temperatura ambiente
(18-28°C, máx. 75% umidade rel.)

Duração

1 ciclo24 h
5 ciclos a 24 h120 h

Névoa salina (salt mist) em conformidade com DIN 50 021

Parâmetros

Temperatura na câmara35°C
Concentração de NaCl 50 g/l = solução 5%
Duração máx. 240 h

Testes com gás corrosivo

em conformidade com DIN EN 60068-2-43 Kd
em conformidade com DIN EN 60068-2-60 Ke

Tanque de diluição para testes com gás corrosivo (Típ. 600/270)

Larguraaprox. 630 mm
Profundidadeaprox. 630 mm
Altura aprox. 670 mm
Capacidadeaprox. 270 l
Campo para testes climáticos com equipamento de testes corrosivos+15 °C a +60 °C
Faixa de umidade10% r. F. a 93% r. F.
Ponto de condensação da água +10°C a +38°C
Ponto climático especial+25 °C/95% r. F.

Termos e condições do Laboratório de Simulação Ambiental de Herbrechtingen

Contato

Laboratório de Simulação Ambiental
An der Bahnbrücke, 89542 Herbrechtingen